Protegido: Bonjour tristesse

fevereiro 11, 2013

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Anúncios

Protegido: Malcolm X – “Who Taught You to Hate Yourself?”

fevereiro 9, 2013

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Protegido: 2013 a fresh (and good) start.

janeiro 27, 2013

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Natal… again!

dezembro 27, 2011

Que maravilha, chegou mais um Natal… Show! (sintam todo sarcasmo da frase).
Sei lá, esse ano eu achei que seria mais legal do que os últimos anos (passando na net like a loser), porque o Fred estaria aqui e tudo mais. Well, ele não ficou. Passar no msn como todos os outros anos? Claro. Porém Sarah não estaria online, eLLa muito menos (me deu o cano lindo) e quando vejo aqui estou eu, deprê, all by myself, chorando as pitangas e reclamando da vida.
O André havia me convidado pra passar com ele e as gurias, mas bah, enrolou a semana inteira pra me dizer o que era pra eu levar, então não ia mais, mas sei lá, no meio de todo o ritual “eu-me-odeio-quero-morrer-e-quero-que-meus-‘amigos’-se-fodam” eu pensei que talvez, assim, nada muito sério, só talvez mesmo, alguém quisesse minha companhia e gostasse dela… who knows? Não é porque pra fulaninho e ciclaninho tu não é importante que pra outras pessoas também não seja. Bom, mandei um sms pro André, ele me ligou me xingando horrores e exigindo que eu fosse logo pra casa dele… e eu fui!
Muito, muito, muuuuuito bom! Beber, falar merda, cheirar, rir, cantar, dançar com pessoas que te amam. Por alguns segundos meu coração ficou em paz.
Comparando esse post com os outros de Natal, não houveram muitas mudanças, digo, continuo problemática o suficiente e com a vida toda fodida, porém esse ano não deixei me abater por algumas situações, não fiquei em casa chorando igual uma carpideira e me fatiando mais que um peru de Natal.
As pessoas dizem que vão passar online contigo, mas não vão, elas estão bebendo, comendo e se divertindo com os amigos e tu fica esperando a janela do msn piscar, mas cara, nunca que ela vai piscar quando se tem uma vida social. É preciso aprender da maneira mais difícil e esse fim de ano eu aprendi muita coisa, que hoje, os essenciais são cada vez menos. Provavelmente dois: André e Sarah, um cuida de mim pessoalmente e outra virtualmente ❤
E eu como sempre, sou a idiota, mandando sms pra trocentas pessoas desejando Feliz Natal e blá blá blá. Gostaria às vezes que as pessoas lembrassem, mas não rola.
Well, pelo menos passei com pessoas queridas e que gostam de mim, que me disseram que eu sou da família e isso é ótimo quando tu não se sente parte nem da tua própria. Conheci a irmã do André (Raquel) e o cunhado dele (Rafael) e bah, tudo louco hahahahahaha. Obrigada Jah, continue pondo gente assim no meu caminho que eu gosto MUITO!
E que venha ano novo, se passar lá será beleuza, se num rolar vejo o que de positividade que dá pra manter, no mais, pretendo (again) tentar reconquistar algumas amizades que negligenciei e abandonar for good outras aí!
ho ho ho
Ah, no meu natal nevou e MUITO! If you know what I mean hahahaha.

Disposable

dezembro 3, 2011

Pois é, quando tu diz que não tem como as coisas pioraram guess what? TEM SIM! Claro que tudo piorou por minha causa, mas ainda assim… eu me fazendo de vítima aqui, ok?
Precisando dar um jeito urgentemente nas coisas, mas quantas vezes eu já disse isso “dar um jeito nas coisas”, sei lá, muitas vezes provavelmente, mais do que deveria até.  Esse ano tudo deu errado, não vi meus amigos nem uma vez sequer, não comemorei meu aniversário, perdi o emprego, não estou estudando… oh god, tudo de novo e pra somar a isso, mais meus trocentos dramas pessoais. Continuo gorda, claro. Fiz algo muito, muito ruim pra uma pessoa que eu gosto muito e isso me deixa mal, continuamos amigos mas ainda assim, é ruim, não posso dizer claramente o que houve ou o que está acontecendo, apenas que é ruim ser rejeitado. As pessoas se intitulam nossas amigas, mas vêem quanto tu tá infeliz aqui, que tá sozinha, que precisa de ajuda, por mais que isso consuma o outro lado, mas aí elas vão embora, vão passar férias de fim de ano com a família e amigos… não sei, dói, pra mim é falsidade, se sou amiga de alguém, não a abandono, por mais que me faça mal, pois aquela pessoa precisa de mim, um amigo precisa de mim.
E novamente, a única conclusão que eu chego novamente é que sou descartável, quando estou bem todos estão por perto, mas quando estou mal com meus trocentos dramas, as pessoas se afastam. Disposable, disposable little girl.
Às vezes eu esqueço que eu não posso mudar determinaas maneiras de pensar, sempre é melhor afastar as pessoas, não deixar gente nova entrar e quem diz que não é porque nunca realmente sofreu, já sofri muito e posso me dar ao luxo de não querer sofrer mais. That’s it.

“We’re born alone, we live alone, we die alone. Only through our love and friendship can we create the illusion for the moment that we’re not alone”

O.W

junho 28, 2010

Ah. Menina, o que foi que aconteceu com você? O que foi que fizeram com você?
_Eu não sei, eu não entendo. Roubaram a minha alegria.
Ela só dizia isso quando foi pra clínica: _Roubaram minha alegria, é tudo uma farsa, aquele olho desmaiado, é tudo uma farsa, roubaram minha alegria.
E tudo que ela dizia era: “Roubaram minha alegria, é tudo uma farsa. Roubaram minha alegria“.

E precisa mesmo de um título?

fevereiro 21, 2010

Assumi pra mim o posto de eremita. Não sei mais conviver com as pessoas, não que eu não goste delas, porque gosto demais, tanto que chega a doer saca?

Mas sou 8 ou 80. Pra me doar, tenho que me amar e estar de bem comigo mesma e já vi que infelizmente isso não vai dar. Não basta 50%, 70% ou até 99% do meu coração, ele tem que tá inteiro, senão não bate, não pulsa as emoções direito e eu fico torta. Torta perante a mim e aos outros. E se saio com só 70% do meu coração, volto mais torta e com menos e menos %. Desculpem-me meus queridos, mas recuso-me a oferecer metade de mim a vocês, não quero lhes contemplar com a sobra, com uma vaga lembrança do que era… Vocês não merecem.

Guardo pra mim todas as memórias, risos, lágrimas, caretas, telefonemas, brigas, abraços, beijos, tragadas, cheiradas que tivemos. Elas sobrepujam os 70% e formam um todo; mas se saio torta, elas vão perdendo a força… E isso eu não permito.

Quem sabe um dia aí eu consiga sorrir, abraçar, beijar verdadeiramente de novo? Como dizia a Hélice “só Deus é quem sabe”; aliás ando ouvindo-a muito ultimamente (bom) e lendo muito Hilda Hilst (ótimo). Enquanto isso, formo meu coração-falso com fotos, lembranças, cartas, cartões, vídeos, cafés, livros, filmes, net, amigos virtuais, esperanças que não cabem no peito de cem pessoas juntas, lápis de cor… Pode não ser o ideal, mas é o que tenho no momento; e no momento eles estão conseguindo formar vezenquando um 100% do caralho!

_____________________________________________________

Before I die, I want to…


De uma nova amiga:

fevereiro 1, 2010

“You jump, I jump. You can’t make people care, and then just give up. We can do this. You don’t have to make the choice right now, to loose weight or to recover, but you can’t give up on both. Everyone makes mistakes, everyone screw up, but it’s never to late to fix it. So what if these aren’t the happiest days of your life, it doesn’t mean there wont be more happiness later.
2010 starts tomorrow. Nothing else counts! Forget the past, and try to be happy that you still have a future. For all we know, this is the one and only life we’ll get.”

___________________________________________________________

É incrível como cativamos as pessoas – mesmo que estejam do outro lado do mapa, mais  especificamente na Escandinávia – e elas nos cativam. Como temos tantas coisas em comum,  tantas dores, lágrimas, soluços, cortes… dores compartilhadas. Sofrimentos divididos.  Um coração só. Quando ele disse: “Nunca pergunte por quem o sino dobra, ele dobra por ti”,  estava mais do que certo!
A vida pode ser feia, vamos acabar fodidos mesmo né? Mas aquece a alma – como meias de lã no inverno – pessoas que sem importam com a gente sem mesmo terem nos conhecido pessoalmente… pode uma coisa dessa? Acho que sim. Me sinto cuidada, abraçada, olhada, protegida… quero anjos da guarda em todos os países e continentes. Egoísta? Talvez. Mas cansei de sofrer e quem nunca se cansou, é porque nunca sofreu.  Se não tiver meus anjos, beleza sabe? – parafraseando Caio F – e tudo e tal… Terei sempre Erik Satie, Hilda Hilst, Clarice, Chico, Dylan, Bowie e muitas páginas em branco esperando para serem preenchidas.
E tudo e tal…

_____________________________________________________

Só não pode terminar assim:

Poltrona Verde (Laura Finocchiaro e Caio Fernando Abreu)

Aqui sentada abandonada
Contemplo o mundo imundo
O tudo e o nada
Assim eu estou tão cansada
Assim perdida alucinada
Sobre o verde veludo desta poltrona
Apaixonada por tudo e nada
Navego em sedas me perco em mares
Eu tão distante do mar da vida
Farta de amores
Cheia de bares
Aqui sentada incendiada
Contemplo o mundo vagabundo
O nada e o tudo
Fumar é um prazer
Toda ferida aqui parada
Quase afogada na lama verde
Veludo mudo poltrona vida
Única amiga de uma cilada
Tão colorida
Que me deixou
Aqui sentada iluminada
Contemplo o mundo o mal o bem
O tudo o nada e o mais além
Vou pra não voltar

Porque hoje é o dia Dele! (sim, do próprio Deus!!!).

janeiro 8, 2010

Pois sim caros amigos e reles mortais, hoje é o dia mais importante do ano, no dia de hoje há exatamente 63 anos atrás veio ao mundo “o” messias, ninguém ninguém menos que David Fucklicious Bowie!!! Também conhecido como David Robert Haywood-Jones.
Me lembro exatamente a primeira vez que tive contato com sua música; acho que devia ter uns 8 ou 9 anos e meu pai estava escutando uma coletânea de música dos anos 70 e CLARO que tinha uma música do messias no meio, Liza Jane (essa é pra tu Rose hahahahaha), ali mesmo eu já sabia que ele era O cara!!!
Porra, pra que, pra que, PRA QUE perder tempo com bandinhas hypes idiotas que – se tiverem sorte- tem 15 minutos de fama, ou com bandas/artistas que mal sabem falar, quem dirá então cantar e pensar… Medo desse povo! Se fosse vocês (cambada de idiotas) iria tentar me aprofundar na obra do messias, porque ele sim é um artista COMPLETO: pinta, esculpe, escreve, atua, canta, dança… ufa! Querem mais?
Algumas curiosidades aleatórias do meu deliuça:

  • A pupila direita de Bowie é permanentemente dilatada pois seu amigo George Underwood acertou um soco em seu olho quando os dois ainda estavam na escola. O motivo da briga foi uma garota. Claro que ele GANHOU a briga e a vadia garota (não deixa passar uma hahahah).
  • Underwood e Bowie continuaram bons amigos com Underwood sendo o responsável pela arte de design de alguns dos álbuns do início da carreira de Bowie (leva tudo na esportiva).
  • Bowie começou a tocar saxofone aos 12 anos.
  • O primeiro lançamento de sua carreira foi Liza Jane/Louie Louie Go Home, em junho de 1964, ainda com o nome Davie Jones, na banda King-Bees.
  • Mais tarde ele mudou seu nome para Bowie para evitar confusão com o integrante dos Monkees, Davy Jones. E também é uma alusão a faca Bowie.
  • Em 1967 também foi lançada a música The Laughing Gnome que, segundo muitos fãs, é a pior música que Bowie já gravou.
  • Quando Bowie sugeriu que seus fãs deveriam votar pelo telefone quais as faixas que seriam tocadas em sua turnê mundial de 1990, a música The Laughing Gnome foi a mais pedida. Bowie não tocou. A-DO-RO! CHUPA QUE É DE UVA, CAMBADA DE TROUXAS!
  • O primeiro sucesso de Bowie na Grã-Bretanha foi Space Oddity, de 1969, usada pela BBC em sua cobertura da primeira viagem tripulada à Lua.
  • O personagem de ficção Major Tom apareceu em três sucessos do cantor, Space Odity (1969), Ashes to Ashes (1980) e Hallo Spaceboy (1996).
  • O primeiro sucesso de Bowie nos Estados Unidos foi a música Fame, em 1975. Além de Bowie, a música também tem como um de seus autores o ex-Beatle John Lennon, que canta no backing vocal.
  • A modelo Twiggy aparece com Bowie na capa do álbum Pin Ups, de 1973.
  • Bowie foi atingido no olho por um pirulito durante uma apresentação em Oslo, na Noruega, em 2004 .
  • Em 1970, quando Bowie formou por um breve período a banda The Hype, todos os integrantes se vestiam de super-heróis. Eles eram vaiados em todos os lugares em que tocavam.
  • O cineasta Nicolas Roeg escalou Bowie em seu primeiro papel principal, como o alienígena em O Homem que Caiu na Terra, em 1976.
  • Ele deverá fazer a voz de um personagem em um episódio do desenho animado Bob Esponja.
  • No fime Labirinto, Bowie aparece como o Jareth, o Rei dos Duendes.
  • Sua aparição mais recente foi no filme O Grande Truque, com Hugh Jackman e Scarlet Johansson.
  • Em 1969, Bowie formou seu próprio grupo de mímica, Feathers, além de um outro grupo de arte experimental.
  • Bowie também representou Pôncio Pilatos no filme A Última Tentação de Cristo, dirigido por Martin Scorcese.
  • Entre os personagens mais excêntricos de sua carreira cinematográfica está um agente do FBI chamado Philip Jeffries no filme Twin Peaks – Os Últimos Dias de Laura Palmer, dirigido por David Lynch.
  • Bowie tem um metro e 78 centímetros segundo a maioria das fontes.
  • O cantor recusou o título de CBE (Ordem do Império Britânico) em 2000 e o título de Cavaleiro do Reino em 2003.
  • Bowie se casou com a vadia modelo somali Iman, em 1992. Eles têm uma filha, Alexandria Zahara Jones, nascida em 2000.
  • A piranha Iman tem uma faca do tipo Bowie tatuada em seu tornozelo em homenagem ao marido.
  • Um meio-irmão de Bowie, Terry, que era esquizofrênico, cometeu suicídio em 1985.
  • Nove anos mais velho que David, Terry era a inspiração para músicas, incluindo Aladdin Sane, All the Madmen, The Bewlay Brothers e Jump They Say.
  • Bowie escreveu junto com Lou Reed algumas das melhores faixas do lendário álbum Transformer, de Reed. E todos sabemos que Lou Reed ficou tão, mas tão viciado em Bowie que em certo momento de sua carreira ele achou que poderia ser como o messias… big mistake! Tentou compor como Bowie, agir como Bowie… monkey see monkey do… mas num rolou. Rá! Bowie e seu wanna be abaixo:

  • A música Ziggy Stardust é sobre Vince Taylor, que escreveu a canção Brand New Cadillac que, mais tarde, ganharia uma versão da banda The Clash.
  • A faixa Move On do álbum The Lodger é, na verdade, uma versão da música All Young Dudes reescrita de trás para frente.
  • Bowie já participou de dez bandas diferentes – The Konrads, The Hooker Brothers, The King Bees, The Manish Boys, The Lower Third, The Buzz, The Riot Squad, The Hype, Tin Machine and Tao Jones Index (algumas destas bandas se apresentaram com outros nomes).
  • Bing Crosby gravou com David Bowie seu último single antes de morrer. Sua versão em dueto da música The Little Drummer Boy foi gravada para o Natal de 1977. Foi um sucesso cinco anos depois.
  • Bowie toca saxofone na música To Know Him Is To Love Him do álbum Now We Are Six, de Steeleye Span.
  • O cantor tocou quase todos os instrumentos do álbum Diamond Dogs, incluindo a famosa guitarra da música Rebel Rebel. Minha música, como diria Rose 😉
  • Bowie foi o último convidado do programa de TV do cantor britânico Marc Bolan, em 1977. Bolan morreu em um acidente de carro no sudoeste de Londres pouco depois da gravação.
  • As bandas favoritas de Bowie atualmente são Arcade Fire e TV On The Radio.
  • Bowie cantou em uma linguagem totalmente inventada na faixa Subterraneans, do álbum Low, de 1976, quase uma década antes da banda The Cocteau Twins ter popularizado este recurso.
  • A imagem do cantor aparece em todas as capas de seus singles, a não ser na da trilha sonora The Buddha of Suburbia. Narcisismo rules! O que é bonito é pra se mostrar!!!
  • Bowie é mencionado na música Trans Europe Express, do Kraftwerk (“Meet Iggy Pop and David Bowie – TRANS EUROPE EXPRESS!”, ou “Encontre Iggy Pop e David Bowie – Trans Europe Express”, em tradução livre), entre outros.
  • Em 1997 David Bowie inova mais uma vez lançando apenas pela internet uma música, Telling Lies. Um ano depois ele lançou seu próprio provedor de internet, Bowienet. Eu tenho, eu tenho \o/
  • Bowie desenha, pinta, escreve e também é escultor em suas horas livres. Seus artistas prediletos são Tintoretto, John Bellany, Erich Heckel, Picasso e Michael Ray Charles.
  • Em seu histórico  escolar, Bowie tem apenas uma nota zero, em arte
  • Se não fosse por ele Iggy Pop poderia ter dado adeus a carreira.
  • Já teve um caso com o vocalista dos Stones.
  • Andava com Andy Warhol.
  • Já chegaram a acreditar que durante a época de “Young Americans” ele estava anoréxico, pois sua  dieta era a base de leite, pimenta e cocaína.
  • O vídeo da música “Ashes to Ashes” retrata a luta de Bowie contra o vício pela cocaína: “ashes to ashes funk to funky/we know major tom’s a junky/strung out on heaven’s high/hitting an all time low“. Bowie sempre se dividia entre seus alter-egos.
  • A música The Jean Genie é dedicada a vadia, moça do clipe, sua: Lady Insane.


Ele sim inovou e inventou a música em TODOS os sentidos!
Acha que Bauhaus que inventou o movimento gótico? Errado! Acha que foi o Devo que surgiu com o eletrônico? Errado novamente! E por aí vai… Ele já tocou TODOS os estilos musicais e não contente, ele FUNDOU praticamente todos! ADORO!!!
E eu queria DEMAIS, DEMAIS MESMO poder voltar no tempo e ter assistido qualquer show na época do Ziggy Stardust… =/
Nem pra nascer na época certa eu presto! Tomarnocutrêsvezes!!! Quem me conhece sabe que eu sou absolutamente LOUCA pelo Bowie e que admiro muito seu trabalho (não apenas seu corpinho delicioso hahahaha)! Desejo tudo de bom pra ele e toda sua família, que ele tenha ainda muitos e muitos anos de vida (afinal ainda irei vê-lo tocar! Isso é fato!!!).

Só sei que ele me ajudou/ajuda a superar muitas fases ruins da minha vida, ele é minha trilha sonora quando as coisas estão alegres e boas pra dançar, pra dar risada, pensar, chorar… Bowie é perfeito em qualquer ocasião! Simples assim!

Se você caro mortal desgraçado e com mal (ou regular) gosto musical, quer ter um orgasmo sonoro: Escute Bowie! Aliás, escutar seria o termo errado a ser usado, sinta Bowie! Pois é preciso sentir em cada fibra suas melodias e letras melancólicas, irônicas ou junkies. O álbum Aladdin Sane está cheio de acordes psicodelicamente deliciosos, para se comer com o ouvido e cheio de uma melancolia que chega a doer…
Aaaaahhh, não dá, não dá pra explicar.
Só se dá pra conversar sobre Bowie com quem já está inciado na arte, quando algum de vocês estiverem, sabem onde me encontrar pra conversarmos hahahah 😉
See ya!

I’ve nothing much to offer
There’s nothing much to take
I’m an absolute beginner
And I’m absolutely sane
As long as we’re together
The rest can go to hell
I absolutely love you
But we’re absolute beginners
With eyes completely open
But nervous all the same

______________________________________________________

 

 

We can be heroes just for one day!

Pra sua córnea comer!!!

janeiro 8, 2010

This ain’t rock’n’roll, this is genocide!!!